O Que Mais Marcou Minha Filha Sobre Ter-me Como Seu Pai (The One Thing My Daughter Remembered Most About My Parenting)

Há alguns anos, participei com minhas filhas de um banquete maravilhoso de pais e filhas em nossa igreja. Alguém na mesa perguntou a minha filha mais nova, Angela, o que eu havia feito como pai que mais a havia marcado.  Eu não tinha ideia do que ela iria dizer, mas é claro que esperava por algo espetacular. :)

Nunca esquecerei o que ela compartilhou, porque foi tão impactante para mim. Ela disse: "Lembro-me de uma vez quando meu pai foi áspero comigo. Alguns minutos mais tarde, ele voltou para o meu quarto, chorou e me pediu perdão. Nunca me esqueci disto."

Isto foi o que Angie se lembrava como tendo maior impacto sobre ela, algo que eu, na realidade, havia feito errado, e pelo que em seguida, havia lhe pedido perdāo! Pensei, 'Que interessante!' Demonstra que ser um bom exemplo não se limita a fazer coisas grandes e magníficas. Às vezes, é quando admitimos que fizemos coisas erradas.

Esta é a graça de Deus - Ele pode redimir até mesmo nossos fracassos! (Contanto que os reconheçamos e os confessemos aos nossos filhos.) Dizer: "Sinto muito, por favor me perdoe", pode ensinar a nossos filhos mais do que se nāo houvéssemos jamais falhado, e muito mais do que fingir que nunca falhamos.

É humilhante, mas também encorajador, saber que pais que admitem suas falhas não perdem a confiança de seus filhos. Ganham a confiança de seus filhos.

Abaixo seguem alguns livros para pais que recomendo: Gospel Powered Parenting por Bill P. Farley, Pastoreando o Coração da Criança por Tedd Tripp (li o livro de Tripp quando nossas meninas eram pequenas, e acho que é ótimo), e Como Educar Seus Filhos Segundo a Bíblia por John MacArthur.


The One Thing My Daughter Remembered Most About My Parenting

Some years ago, I sat with my daughters at a wonderful father/daughter banquet at our church. Someone at the table asked my youngest daughter, Angela, what I’d done that made the biggest impression on her.  I had no idea what she would say, but of course I hoped for something spectacular. :)

I’ll never forget what she shared because it was so powerful to me. She said, “I remember one time when dad was harsh with me. Then a few minutes later he came back into my room, and he cried and asked my forgiveness. I’ve never forgotten that.”

That’s what Angie remembered as having the most impact on her—something I had actually done wrong, and then asked her forgiveness for! I thought, Isn’t that interesting? It shows how being a good example isn’t limited to doing great and magnificent things. Sometimes it’s when we admit we did wrong things.

This is God’s grace—He can redeem even our failures! (Provided we recognize and confess them to our children.) Saying "I'm sorry, please forgive me," may teach your children more than you would have by never failing, and far more than pretending you never fail.

How humbling and also encouraging to know that parents who admit their shortcomings don’t lose their children’s trust. They gain it.

Following are some parenting books I would recommend: Gospel Powered Parenting by Bill P. Farley, Shepherding A Child’s Heart by Ted Tripp (I read Tripp’s book when our girls were young, and I think it’s great), and What the Bible Says about Parenting by John MacArthur.

Photo: Unsplash

Randy Alcorn, founder of EPM

Randy Alcorn (@randyalcorn) is the author of over fifty books and the founder and director of Eternal Perspective Ministries