Cultivando Seu Casamento e Guardando-o das Impurezas (Cultivating Your Marriage and Guarding It from Impurity)

A comunicação é crucial. Todo caso extraconjugal começa com o engano, e a maioria das mentiras começa com segredos aparentemente inocentes, como "ela não precisa saber disso." Se você é casado, avalie o seu relacionamento com seu cônjuge regularmente. Preste atenção nos sinais de descontentamento, má comunicação e relações sexuais fracas.

Nós vivemos em um mundo caído. Mesmo casamentos cristãos podem tornar-se cheios de ressentimento, tédio, ou mágoa. Isso nos torna mais vulneráveis ​​à intriga e emoção de uma nova pessoa. A resposta, no entanto, não é uma nova pessoa, mas uma nova apreciação da pessoa "antiga". O tédio pode ser superado e a atração pode ser reacesa.

Um homem na nossa igreja compartilhou com um grupo de homens que ele encontrou seus olhos desviando de sua esposa, que ela já não lhe parecia mais atraente. Percebendo que isso não era a vontade de Deus, ele comprometeu-se em orar diariamente para que Deus tornasse sua esposa a mulher mais atraente do mundo para ele. Dentro de um mês a oração foi decisivamente respondida. Depois de ouvir sua história, outro homem fez a mesma coisa e também vimos resultados dramáticos. Ambos os seus casamentos são melhores agora do que foram em anos. (Talvez suas esposas estivessem orando sobre a mesma coisa, mas estou convencido de que Deus respondeu as orações sinceras destes homens.)

Às vezes nossos problemas conjugais precisam de ajuda externa. No entanto, muitos cristãos são orgulhosos demais para pedir ajuda. Eles teimosamente se recusam a admitir as suas lutas e obter aconselhamento, até depois que eles caem na imoralidade. Se o seu casamento ou vida pessoal está vacilando, obtenha ajuda agora, antes que maior dano seja feito. O custo de não engolir o nosso orgulho a longo prazo excede em muito qualquer ganho a curto prazo.

 Faça uso de livros, CDs, vídeos e seminários destinados a melhorar o seu casamento. Frequente um retiro de fim de semana para casais. Quando éramos recém-casados, minha esposa e eu fomos a um fim de semana do Marriage Enrichment, e fomos surpreendidos ao descobrir sentimentos e diferenças de perspectiva que, embora não fossem grandes, poderiam ter causado sérios problemas na estrada se ignorados. Mais recentemente, décadas mais tarde, participamos de uma conferência de casais em nossa igreja e descobrimos que enquanto o nosso casamento tinha se aprofundado e era mais forte do que nunca tinha sido, ainda havia coisas que precisávamos discutir. Agradecemos a Deus pelo impulso de nos comunicarmos oferecido por essa conferência.

Depois que tratei de algumas destas questões em uma conferência, uma mulher compartilhou sua história. Um ano antes, seu marido havia chegado a ela em lágrimas, confessando sua atração por uma mulher cristã com quem ele trabalhava. Ele estava sob constante tentação e sentiu-se vacilar. Ele se comprometeu a se afastar dessa amizade e pediu à sua esposa que por favor entendesse e orasse por ele. Ela foi inicialmente ferida, mas percebeu que precisava ajudá-lo em vez de sentir pena de si mesma.

O resultado? Não só ele abandonou o relacionamento, mas através do apoio de sua esposa eles se aproximaram mais do que nunca. Em lágrimas, ela me disse, "Dois meses atrás, meu marido faleceu sem aviso. Eu sei que se ele não tivesse sido honesto comigo naquela noite, ele teria terminado em um caso extraconjugal, e talvez teria me deixado. Ele teria morrido em pecado, sem o devido preparo para o encontro com Deus, e eu teria vivido o resto da minha vida sofrendo com seu caso. Mas não foi assim que aconteceu. Suas últimas palavras foram: 'Eu te amo', e eu sei que era verdade, ele tinha provado pelos seus atos. Eu agradeço a Deus todos os dias em que penso nele com total respeito e admiração por amar a Deus e a mim o suficiente para ser honesto sobre suas lutas."

 A luxúria prospera em segredo. Não há nada que neutralize a luxúria de forma tão eficaz como a exposição. Comunicação honesta entre marido e mulher torna-os aliados, não adversários. Quando se discute a tentação sexual, há tanto a dor inicial quanto algum alívio imediato. E mesmo que compartilhar nomes específicos nem sempre seja necessário, os cônjuges podem compreender melhor os seus companheiros, orar de forma mais eficaz, e ser mais sensíveis às necessidades um do outro—tudo o que aproxima o casal.


Cultivating Your Marriage and Guarding It from Impurity

Communication is crucial. Every affair begins with deception, and most deception begins with seemingly innocent secrets such as, “she doesn’t need to know this.” If you’re married, regularly evaluate your relationship with your spouse. Watch for the red flags of discontentment, poor communication, and a poor sexual relationship.

We live in a fallen world. Even Christian marriages can become filled with resentment, boredom, or hurt. This makes us more vulnerable to the intrigue and excitement of a new person. The answer, however, is not a new person, but a fresh appreciation of the “old” person. Boredom can be overcome, and attraction can be rekindled.

A man in our church shared with a group of men that he found his eyes wandering from his wife, who no longer seemed attractive to him. Realizing this was not God’s desire, he committed himself to praying daily that God would make his wife the most attractive woman in the world to him. Within a month that prayer was decisively answered. After hearing his story, another man did the same thing and also saw dramatic results. Both of their marriages are better now than they’ve been in years. (Perhaps their wives were praying the same thing, but I am convinced God answered the heartfelt prayers of these men.)

Sometimes our marriage problems need assistance from the outside. Yet many Christians are too proud to ask for help. They stubbornly refuse to admit their struggles and get counseling—until after they fall into immorality. If your marriage or personal life is faltering, get help now before greater damage is done. The long-term cost of not swallowing our pride far exceeds any short-term gain.

Avail yourself of books, CDs, videos, and seminars geared to improving your marriage. Go to a Family Life Ministries’ Weekend to Remember. When we were newlyweds, my wife and I went on a Marriage Enrichment weekend, and were surprised to uncover feelings and discover differences in perspective that, though they weren’t major, could have caused serious problems down the road if left unheeded. More recently, decades later, we attended a marriage conference at our church and found that while our marriage had deepened and was stronger than it had ever been, there were still things we needed to discuss. We thank God for the prompting to communicate offered by that conference.

After I addressed some of these issues at a conference, a woman shared her story. A year earlier her husband had come to her in tears, confessing his attraction to a Christian woman he worked with. He was under constant temptation and felt himself slipping. He committed himself to backing off from the relationship and asked his wife to please understand and pray for him. She was initially hurt but realized she needed to help him rather than feel sorry for herself.

The result? Not only did he get out of the relationship, but through his wife’s support they drew closer than ever before. In tears she told me, “Two months ago my husband died without warning. I know that if he hadn’t been honest with me that night, he would have ended up in an affair with the woman, and perhaps would have left me. He would have died in sin, unready to meet God, and I would have lived the rest of my life grieving his affair. But that isn’t how it happened. His last words to me were, ‘I love you,’ and I know it was true—he had proven it by his actions. I thank the Lord every day that I think of him with complete respect and admiration for loving God and me enough to be honest about his struggles.”

Lust thrives on secrecy. There is nothing that defuses lust as effectively as exposure. Honest communication between husband and wife makes them allies, not adversaries. When discussing sexual temptation, there is both initial pain, and some immediate relief. And while sharing specific names is not always necessary, spouses can better understand their mates, pray more effectively, and be more sensitive to each other’s needs—all of which will draw the couple together.

 Photo: Unsplash

Randy Alcorn, founder of EPM

Randy Alcorn (@randyalcorn) is the author of over fifty books and the founder and director of Eternal Perspective Ministries